Pages

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Modelando: Caindo no buraco do coelho


Lembra que eu disse, que tudo começou quando eu era modelo? Foi assim:
Um dia eu acordei e resolvi mudar minha vida. Com 16 anos (2005), cursando o segundo colegial, eu fui atrás de um fotógrafo, fiz meu primeiro book (foto acima) e fui dar as caras nas agências de São Paulo. Depois de ser rejeitada pela Ford, a Mega, na época as grandes modelos da agência eram Carol Franceschini e Laryssa Castro, me direcionou para uma de suas divisões. Sabe quando uma marca super incrível tem uma subdivisão mais barata? Isso também acontece nas agências de modelo. Fui encaminhada para uma agência tão pequena e tão desconhecida que nem eu lembro mais o nome dela. Lá eles vendem pra você a seguinte ideia, se você for boa o bastante (e magra o bastante), um dia você terá a honra de fazer parte do casting da Mega, e a partir daí, sair em editorias e desfiles importantes. Quem acha que é só glamour, não tem ideia do quanto é doloroso e difícil para as meninas, que em sua maioria, iniciam essa busca por um sonho, ou por uma vida melhor, aos 16 anos, quando na verdade, recebemos em troca algumas ilusões. Esse post é pra mostrar que é muito fácil cair no buraco do coelho, mas uma vez lá dentro, é muito difícil fazer Alice acordar.


Essas são minhas queridas Alices. Todas começaram a carreira junto comigo em 2005 naquela agência desconhecida. Algumas já estavam no mercado antes, já tinham ido a Nova Iorque e tudo. A questão é, por que vocês não reconhecem o rosto delas? São meninas lindas, inteligentes, talentosas, disciplinadas e obstinadas a alcançarem o topo. Quando é que elas vão aparecer estampando os editoriais da Vogue e da Elle? 
O problema começa aqui dentro. Os estilistas, produtores de moda, editoras das grandes revistas só apostam nos mesmos rostos. São sempre as mesmas meninas, das mesmas agências fazendo os grandes trabalhos. Quando nem o mercado nacional aposta em você, fica mais complicado chamar atenção da Miuccia Prada num casting, certo? O Brasil tem meninas muito bonitas, muito capazes e experientes que estão por aí, fazendo um desfilinho aqui, uma convençãozinha ali. Enfim, são inúmeros talentos desperdiçados.


Eu queria apresentar pra vocês alguns desses talentos: Luiza Kemp (22), Ciane Xavier (24), Renata Borchard (22), Nathália Zanotti (23), Mariana Nuernberg (22), Franciele Morawski (22). Todas elas são modelos internacionais, têm um book impecável, fotografam incrivelmente e possuem uma perseverança nunca vista antes. Elas merecem reconhecimento, elas merecem o topo.

Modelando é a nova tag do Pink Lolita, com ela eu pretendo passar pra vocês um pouco das minhas impressões dos backstages reais do mundo da moda, de como é ser o cabide. 

8 Alices comentaram:

Mileide Almeida disse...

Olá!! E mesmo para quem não é modelo parece que algumas coisas não são fáceis,tem gente que acha que minha vida é um glamour por exemplo...acontece cada coisa que me tira do sério,por exemplo hj...enfim problemas...adorei todas elas e elas são lindas!!

Bruna disse...

Adorei a tag, e esse post realmente ajudou a ter uma nova visão das coisas.
Beeijo
http://besidesthebasic.com

Lúu Novaski disse...

Adorei a tag nova! Infelizmente existem mtas meninas lindas por aí q mereciam mta fama na carreira.. mas a gente sabe q não é assim q funciona :/

Michelle disse...

i can see one of the pic is taken from Hong kong
http://mwanwan.blogspot.com

lolita disse...

Muito Linda <3

http://lolitasfashionideas.blogspot.com/

Q - vivais disse...

Oi Nathalia, são meninas realmente lindas! Tiro o chapéu pra vc que tomou essa iniciativa importante para a sua vida aos 16 anos. Imagino que não deve ter sido um caminho fácil. Desejo sucesso nesse seu novo projeto também.
Beijos!

HIPSTER SQUARE disse...

FANTASTIC !!! LIKE IT !

Tulze Tyler disse...

Primeiro quero dizer que adorei a sua foto... Segundo que adorei a nova tag do blog. Acho que você está certíssima sobre o assunto, e é bom que esse tipo de post sirva de alerta aos contratantes. Parece que as grandes marcas só "trocam" suas modelos, quando essas ficam "velhas", e antes disso, é difícil conhecer novas caras e talentos. Lamentável.
Bjs e parabéns pelo post